Categoria:

As mídias sociais e o marketing político

uma mesa com um notebook aberto e um homem segurando o celular

O uso frequente das mídias sociais afetou a comunicação com os eleitores e o marketing político deve acompanhar essas mudanças. Atualmente, as campanhas são constantes, os políticos e partidos se aproximaram do público, engajando pessoas e instituições.

Ao trabalhar com marketing político é importante trabalhar com a percepção positiva do candidato. Mostrando os bons resultados de suas ações para a sociedade, promovendo o relacionamento entre eleitores, organizações, pessoas públicas e projetos. Integrando o cidadão comum em seu trabalho, conseguindo assim conquistar o apoio de comunidades.

Dessa forma é possível utilizar estratégias de branding, trabalhando a identidade do candidato e a percepção do público. Podendo melhorar sua posição no cenário social, através da linguagem e da identidade visual em suas mídias sociais.

Veja algumas estratégias para o marketing político:

Para consolidar a imagem do candidato na internet, a criação de um site para expor o conteúdo de forma organizada é essencial. Pois, nele ficam reunidas todas as informações relevantes para o público-alvo. Em casos de campanhas rápidas, a criação de páginas específicas, conhecidas como hotsite, é uma boa opção.

Além disso, para alimentar o conteúdo do site, é interessante publicar artigos de qualidade. Utilizando as estratégias de Otimização para Mecanismos de Buscas, também conhecido como SEO, otimizando a posição nas páginas de pesquisa.

Outra forma de divulgação são redes sociais, criar uma presença constante em Facebook, Instagram, LinkedIn pode fazer toda a diferença. Uma boa forma de escolher essas redes sociais é realizando pesquisas para conhecer bem os eleitores. Essas pesquisas irão auxiliar na criação de um cronograma de postagens e conteúdo que irão melhorar o engajamento do público.

Por fim existem duas formas de manter o contato constante com os eleitores, e-mail marketing e as listas de transmissão. Para utilizar esses recursos é essencial definir o objetivo da comunicação. Como por exemplo: compartilhar notícias políticas, mostrar projetos, informar sobre decisões importantes do governo, divulgar uma causa importante, entre outros. 

Com esse objetivo é possível criar os e-mails ou mensagens de WhatsApp ou Telegram que serão enviados de maneira periódica a todos os contatos. Essas mensagens podem variar de acordo com o público-alvo, por isso é interessante diversificar o conteúdo. As listas de transmissão têm ainda outra vantagem, manter um diálogo privado e mais direto caso haja uma resposta do eleitor. 

Precisando criar sua campanha utilizando o marketing digital? Nós podemos te ajudar!

Entre em contato com a nossa equipe e faça seu orçamento.

Curtiu esse post? Compartilhe!

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
Posts recentes